Obrigado por se inscrever! 🎉

Obrigado 🎉por se inscrever!

Verifique sua caixa de entrada para receber nossa newsletter mensal

Inscreva-se para receber nossa newsletter 😊

Como a MAGNUS conseguiu levar mais de 2.000 viajantes de volta para casa

Como a MAGNUS conseguiu levar mais de 2.000 viajantes de volta para casa

Todos na monday.com

Conheça a MAGNUS International Search & Rescue

A MAGNUS é uma organização internacional prestadora de serviços de busca e resgate com quase 30 anos de experiência operacional. Ela oferece serviços abrangentes de assistência de emergência a viajantes independentes, empresas de seguro e organizações internacionais em todo o mundo.

Além disso, a empresa possui uma Central de Operações de Emergência (COE) 24/7 com especialistas em coordenação de resgate, analistas de inteligência de risco e médicos de cuidados intensivos que fornecem assistência e tratamento imediato.

Meet MAGNUS International Search & Rescue

Eles trabalham em estreita colaboração com o Ministério das Relações Exteriores de Israel e contam com uma rede global de assistência composta por unidades de busca e resgate, hospitais privados, operadores de helicóptero e equipes médicas de emergência, além de contatos locais em zonas remotas ao redor do mundo.

Coordenando a maior missão de resgate já executada

Até recentemente, a equipe da MAGNUS dependia profundamente de planilhas para planejar e coordenar todas as suas missões de busca e resgate. Eles não percebiam plenamente a limitação de suas ferramentas existentes até o início da crise com a pandemia de COVID-19.

À medida que o início da COVID-19 se transformou em uma pandemia, o VP de operações de busca e resgate, Or Lev, começou a entender a magnitude da situação e enviou alertas a todos os viajantes, para que retornassem para casa imediatamente.

Coordinating the biggest rescue mission they’ve ever executed

Muitos países da América do Sul e Central já estavam começando a fechar suas fronteiras e, como resultado, a maioria dos voos foi cancelada. Além disso, empresas de seguro declararam a crise uma força maior (um evento fora do controle de qualquer pessoa) e se envolveram pouco. Isso deixou os viajantes implorando para voltar para casa, sem que ninguém os ajudasse.

Então, a MAGNUS decidiu encontrar uma forma de ajudá-los a retornar para Israel. O problema era que, como as empresas de seguro não estavam se envolvendo muito, a MAGNUS não tinha nenhuma informação sobre os viajantes. Isso significava que eles precisavam encontrar uma forma de coletar dados precisos para saber onde os viajantes estavam presos, bem como sua situação atual – e deviam fazer isso rapidamente.

“Durante todo o tempo em que atuamos, jamais havíamos precisado fazer algo assim – e nessa escala”, afirma Or.

A solução

Acontece que, algumas semanas antes, Or tinha começado uma avaliação gratuita da monday.com para gerenciar e acompanhar seu trabalho. E, baseado em sua experiência com a plataforma e no uso de seus recursos e capacidades robustos, ele concluiu que ela seria a alternativa ideal às planilhas para coordenar esse esforço urgente e imenso.

Início rápido e fácil

“Criei um aplicativo de fluxo de trabalho em minutos e adicionei o recurso de formulário e a integração com o Outlook, para poder contatar facilmente todos os viajantes presos e avaliar onde a maioria deles estava retida”, afirma Or.

Vários viajantes começaram a enviar seus dados à monday.com. Nas três primeiras horas após o envio do formulário, eles receberam mais de 1.000 submissões, sendo que 700 viajantes indicaram que estavam no Peru.

Tomando decisões orientadas por dados de forma rápida e precisa

A MAGNUS imediatamente notificou o Ministério das Relações Exteriores de Israel de que havia centenas de viajantes presos no Peru. Eles enviaram ao Ministério o relatório da situação com os dados coletados na monday.com e tomaram a decisão conjunta de coordenar voos internacionais para trazer os viajantes de volta a Israel.

Partindo dos dados dos viajantes, eles também souberam que, no Peru, 400 desses viajantes estavam presos em Cusco e precisavam ser evacuados para Lima, para que pudessem pegar os voos.

“Os viajantes nos explicaram que todo o transporte local estava parado, e que não havia nenhuma forma segura e realista de eles irem de Cusco para Lima”, afirma Or.

Making fast and accurate data-driven decisions

Então, a MAGNUS falou com seus contatos locais para coordenar a ida de sete ônibus para pegá-los e levá-los até Lima para que pegassem o voo.

No mesmo dia, eles conseguiram coordenar quatro voos ao Peru com a El Al, companhia aérea nacional de Israel, para levar esses viajantes de volta a Israel.

O CEO, Guy Atzmon, afirma: “Nunca conseguiríamos coletar todas as informações e coordenar essa missão em um único dia sem a monday.com.”

Analisando os dados dos viajantes de diferentes formas para conhecer o panorama geral

Após 24 horas, eles receberam mais de 1.200 submissões de viajantes em todo o mundo, da Costa Rica até a Nova Zelândia. E começaram a usar as visualizações na monday.com para analisar melhor os dados e ver quais outros países continham grandes populações de viajantes presos que exigiriam a coordenação de voos comerciais.

Analyzing traveler data in different ways to gain the full picture

“Começamos essa missão há uma semana, e posso dizer com certeza que a monday.com nos deu a capacidade e a habilidade de enfrentar tal missão. Nem o governo, nem qualquer outra organização poderia ter feito o que fizemos, e somente conseguimos fazê-lo porque tínhamos essa plataforma em funcionamento”, afirma Or.

A missão continua…

A MAGNUS está prosseguindo em seus esforços de coordenar voos e resgatar viajantes que estão presos ao redor do mundo devido à crise da pandemia.

“A monday.com simplificou todo esse processo, da coleta de informações dos viajantes e criação de um relatório da situação com dados precisos até a análise da situação em todo o mundo. Ela é uma plataforma poderosa que, como resultado, tornou nossa equipe poderosa”, afirma Or.

Não consegue se cadastrar?
Contate-nos. Estamos disponíveis 24/7.