Last Updated: June 11, 2022

Política sobre Escravidão Moderna e Tráfico de Pessoas

Last Updated: June 11, 2022

Esta política (a “Política”) foi elaborada e publicada em nome da monday.com Ltd. (a  “Empresa,” “nós” ou “nosso”).  

Como uma organização global, a Empresa tem compromisso com os altos padrões de conduta ética e  conformidade com as leis aplicáveis e, como tal, assume a postura de tolerância zero com escravidão moderna e  tráfico de pessoas. Temos ainda o compromisso de implementar sistemas efetivos de controles para assegurar que a escravidão moderna e o tráfico de pessoas não estejam ocorrendo dentro da nossa própria empresa ou em nossas cadeias de suprimentos. Nossa expectativa é que nossos fornecedores e parceiros comerciais também tenham conduta semelhante.  

Esta Política se aplica a todas as pessoas que trabalham para nós ou em nosso nome em qualquer capacidade, incluindo funcionários em todos os níveis, diretores, trabalhadores de agências, trabalhadores destacados, voluntários, estagiários, agentes, contratantes, consultores externos, representantes terceirizados e parceiros comerciais. 

Estrutura empresarial e descrição da cadeia de suprimentos 

A Empresa vende globalmente uma ferramenta líder para gestão de projetos que permite às organizações gerenciar tarefas, projetos e trabalho em equipe. Desde 2020, a Empresa atende mais de 100 mil organizações, muitas delas não técnicas. 

No curso de nossas operações diárias, engajamo-nos com muitos fornecedores de variadas magnitudes e setores %no mundo todo. Esses fornecedores atuam como parte integrante no apoio ao nosso crescimento e sustentabilidade.  

Políticas relevantes 

Dedicamo-nos a assegurar que nossas cadeias de suprimentos não dependam nem se beneficiem da escravidão ou tráfico de pessoas. Para esse fim, formulamos e buscamos fazer cumprir um código de conduta para nossos vendedores (o “Código de Conduta do Vendedor”). O Código de Conduta do Vendedor exige que nossos fornecedores: 

• Cumpram todas as leis de direitos humanos aplicáveis que proíbam o trabalho infantil, o forçado, de servidão ou involuntário. 

• Não tolerem assédio de nenhuma forma pelos nossos fornecedores, incluindo assédio verbal, físico ou sexual. 

• Ofereçam oportunidades igualitárias no emprego, desenvolvimento e promoção para todas as pessoas qualificadas.  

Ao exigir que nossos parceiros comerciais adiram ao Código de Conduta do Vendedor, buscamos implementar e manter uma estrutura robusta de controles para evitar a escravidão e tráfico de pessoas em nossas cadeias de suprimentos.  

Diligência prévia da cadeia de suprimentos 

A Empresa possui responsabilidade geral por assegurar que esta Política cumpra suas obrigações legais e éticas. A Gerência da Empresa recebe o treinamento necessário para entender e cumprir esta Política (conforme discutido mais abaixo). 

A Empresa realiza as avaliações de risco em relação aos seus fornecedores e monitora a conformidade deles com o Código de Conduta, bem como com outros regulamentos nacionais aplicáveis. Quando a Empresa identifica riscos potenciais, buscamos aumentar nossos protocolos de diligência internos e externos para 

assegurar que nossos fornecedores estejam cumprindo o Código de Conduta e todos os regulamentos nacionais aplicáveis. 

Se suspeitarmos que quaisquer de nossos fornecedores estão dependendo ou se beneficiando de escravidão moderna ou tráfico de pessoas, rescindiremos nossa relação com o respectivo fornecedor e faremos as denúncias necessárias às autoridades relevantes. 

Até o momento, não recebemos nenhuma denúncia de incidentes relacionados à escravidão moderna ou tráfego de pessoas  em nossas cadeias de suprimentos.  

Treinamento, denúncia e comunicação desta Política 

Cada um dos funcionários e diretores da Empresa é obrigado a aderir ao “Código de Conduta Comercial e Ética” (o “Código”). De acordo com o Código, os funcionários e diretores têm o dever de denunciar  qualquer violação do Código, conhecida ou suspeita, incluindo violações de leis, normas, regulamentos ou políticas que se aplicam à Empresa. Os funcionários são informados disso na integração e através de  treinamentos regulares. 

Além do Código, também asseguramos que nossos funcionários-chave estejam cientes de qualquer risco potencial de escravidão moderna ou tráfico de pessoas em nossas cadeias de suprimentos. 

Conformidade com esta Política 

Espera-se que todas as partes sujeitas a esta Política adiram às exigências aqui estabelecidas. 

Esperamos que todas as partes auxiliem na prevenção, detecção e denúncia de casos de escravidão moderna ou tráfico de pessoas, e, se tiverem conhecimento ou suspeita de casos de escravidão moderna ou tráfico de pessoas relacionados à Empresa, então devem-nos informar assim que possível. 

No caso de violação desta Política, consideraremos cuidadosamente as circunstâncias. Em relação  aos nossos funcionários, toda violação desta Política será tratada através de processo disciplinar e pode, em última análise, resultar em demissão. Em relação a qualquer outro indivíduo ou organização com quem tenhamos relações comerciais, engajaremo-nos com o respectivo indivíduo ou organização e consideraremos as providências apropriadas a tomar. Isso pode envolver uma revisão das medidas de mitigação de risco em prática, a exigência de que o indivíduo/organização sane a violação identificada, obrigações contínuas de monitoramento e a potencial rescisão da relação comercial quando apropriado.  

Esta Política foi aprovada pelo Conselho de Administração da Empresa. 

Data da aprovação: 25 de maio de 2021

ISENÇÃO DE RESPONSABILIDADE: esta versão é uma tradução do texto original em inglês, fornecida exclusivamente para fins de conveniência. O texto original em inglês é a versão oficial, legalmente vinculante e prevalecerá em caso de discrepâncias.

Capacitando equipes para realizar mais, em conjunto

Avaliação grátis de 14 dias | Não é necessário cartão de crédito